St. Patrick’s Day 2015 – Dublin

Nessa semana, dia 17 de Março, aconteceu a comemoração do St. Patrick’s Day, uma das datas mais importantes da Irlanda. Rolou festa a semana toda em vários pontos do país e eu resolvi checar como seria a famosa festa irlandesa em Dublin e registrei tudinho pra contar pra vocês!

997049_10152877227564615_1687803319477760123_n

DCIM100GOPRO

1512405_10153171083272042_1612284700798720268_n

Primeiramente, por quê essa data é tão especial aqui? O feriado que começou como uma festa religiosa em homenagem a São Patrício, padroeiro da Ilha Verde pois foi o grande responsável pela evangelização na ilha e a conversão dos pagãos ao cristianismo no século IV. Além disso, várias lendas e histórias foram nascendo ao redor deste santo, como por exemplo, a que afirma que St. Patricks expulsou as cobras da Irlanda. (Realmente não existem cobras aqui). Com o passar dos anos, a festa foi se desligando do cunho religioso e tornando-se uma comemoração popular internacionalmente conhecida. (Pra entender mais só clicar aqui).

A festa lotadíssima em Dublin, começou com a famosa Parada nas ruas. Muitas pessoas se posicionaram por todos os cantos da cidade, nas ruas, sacadas e até em cima dos monumentos para assistir o show. Eu confesso que como brasileira, acostumada com escolas de samba, fiquei um pouco decepcionada com o desfile. Achei que faltou um dedinho de um brasileiro ali. Mas isso não tirava a graça do espetáculo. Gaitas de fole, bandas marciais, carros alegóricos e fantasias animavam as ruas de Dublin. Gravei as melhores partes pra vocês! É só assistir aqui em baixo. Não se esquece de dar like no vídeo depois 🙂

10423280_10152877233279615_5196389565575320253_n

Depois do desfile, as pessoas se concentram em sua maioria no Temple Bar. Para curtir os pubs ou beber na rua, que, por sinal,  é proibido durante todo o ano, mas. somente nesse dia abre-se uma exceção. É como se fosse um carnaval. Achei que faltou música na ao ar livre. Pra ouvir um som tinha que entrar em algum bar e consequentemente consumir. Cadê os BRs pra dar uma dica pra esse povo??

IMG_2487

Se vê gente de todas as idades. Crianças, jovens, adultos e idosos… A quantidade de pré adolescente bêbado na rua me chocou um pouco. Não que isso seja muito diferente do Brasil, né? Mas irlandês não tem limite, e nem senso do ridículo quando o assunto é álcool.

Apesar de lotada, vale a pena pela experiência. Já dar pra riscar “comemorar St. Patricks na Irlanda” da lista de coisas pra fazer antes de morrer! 😛

IMG_2451 IMG_2448

A melhor parte é a criatividade da galera na hora da fantasia. Não tinha ninguém que não estivesse de verde! O clima da festa deixa a cidade muito bonita e feliz.

IMG_2494 IMG_2498 IMG_2458

Tattoo Temporária escrito “Kiss me I’m Irish” em Irlandês. Pro recalque passar longe! 😛

IMG_2466

IMG_2473

E vocês? Comemoraram o St. Patricks esse ano? Como foi? Conta pra gente nos comentários! Espero que tenham curtido o post e tenha dado pra matar a curiosidade de como é essa festa tão famosa, aqui, no seu país de origem.

Beijinhos :*

Anúncios

Fios Coloridos

Apesar de nunca ter pintado o cabelo todo com uma cor mais artificial, já tentei várias alternativas. E, assim como eu, muita gente não tem paciência ou ousadia o suficiente para descolorir o cabelo TODO, já que estraga muito os fios e temos que triplicar os cuidados com hidratação, retoque de raiz, gastos com tinta e essas dores de cabeça que desanimam a gente. Mas pintar só as pontas ou fazer mechas pode ser muito bonito e são bem mais fáceis de cuidar. Por isso resolvi reunir algumas ideias aqui e nostalgiar um pouquinho com as minhas aventuras capilares.

PAPEL CREPOM

A primeira vez que tentei alguma coisa diferente foi com papel crepom. Eu tinha acabado de fazer californianas no meu cabelo e detestado, então resolvi aproveitar que já tinha ficado meio loira pra arriscar um pouco. É muito simples e barato, e você só precisa de água e papel crepom.

-Para fazer a tinta é só colocar pedaços do crepom dentro de um copo com água (morna funciona melhor) e ir empurrando com um palito até a água ficar da cor escolhida. Cuidado para não respingar porque mancha mesmo.

-Para pintar é igualmente simples. Se você tem cabelo comprido é só mergulhar o cabelo no copo durante alguns segundos, caso o seu cabelo seja curto ou queira pintar ele todo, vai precisar botar a água cheia de crepom num prato fundo de vidro e, com a cabeça abaixada, colocar todos os fios dentro d’água.

rosacrepom No meu cabelo ficou bem fraquinho já que escolhi uma cor que não pega tão bem (usei um rosa, mas aconselham usar cores mais fortes) e meu cabelo não estava tão claro. Apesar disso eu acabei gostando.

CANETA METÁLICA

Logo depois desse dia, eu estava numa daquelas aulas bem chatas de exatas no ensino médio com canetinhas metálicas no meu estojo, e é claro que achei uma ideia brilhante pintar meus fios com elas. Elas eram da marca CIS metallic marker e o estojo vinha com 4 unidades. Durou mais do que eu esperava, chutaria que quase 1 semana.

azul caneta

TINTAS

ROXO parte 1 – Pontas

Depois disso eu finalmente criei coragem para pintar com tinta mesmo. Comprei um tubo de tinta roxa na Perfumaria Lurdes (Voluntários da Pátria, 230 – Botafogo) e experimentei. Mas mesmo nessa vez eu não descolori o cabelo, já que ele ainda estava loiro nas pontas. Claro que pintei que nem a minha cara, sujei tudo e fiquei cheia de manchas roxas na pele. Por isso aconselho que USEM LUVAS E BOTEM UMA TOALHA NO OMBRO, porque é mó perrengue pra tirar as manchas (acho que só foram sair com acetona).

roxinho1

ROXO parte 2 – Mechas

DESCOLORINDO

Só na segunda vez que pintei de roxo que fui descolorir. Geralmente aconselham usam água oxigenada 20 volumes, mas se for pra deixar o cabelo branco eu diria que o 30 é mais eficiente, apesar de estragar mais o cabelo. Cuidado na hora de escolher o pó descolorante pra misturar na água oxigenada. Não é caro, então dá pra se preocupar em comprar um de boa qualidade. Além disso, dê preferência aos de base azulada, que reduzem as chances de ficar com reflexos amarelados.

PINTANDO

Quero reforçar aqui pra que lembrem de usar luvas e proteger pescoço, orelhas (vale passar um condicionador na pele pra que a tinta não pegue) e tomar cuidado para não manchar superfícies e tecidos. Você só vai precisar de um pincél próprio pra pintar o cabelo, um potinho pra colocar a tinta e, se achar melhor, um papel laminado pra embrulhar o cabelo e proteger os outros fios. Como usei uma tinta que a minha prima trouxe dos EUA, e o tubinho já estava enrolado, fiquei sem saber o nome :(. Mas dá pra encontrar tintas boas em vários lugares, já vi várias opções na Star Hair e em perfumarias. E é claro que também dá pra comprar pela internet. A Manic Panic e Jeans Color são marcas bem famosinhas.

OBS: Eu também fiz uma mecha azul marinho um tempo depois, mas como meu cabelo já estava escuro quase não apareceu, por isso nem tenho fotos.

roxinho2 Acho que teria ficado melhor sem os fios de cima, só uma mecha mesmo, como aqui: DSC03753 VERDE COM PONTAS ROXAS

Comprei uma tinta nova quando fui pra Orlando e voltei a usar as pontas coloridas. Escolhi um verde da marca Splat que vem numa caixinha com o kit completo. Como ainda tinha um restinho da tinta roxa, resolvi pintar as pontinhas e, apesar de terem me chamado de calopsita, eu gostei bastante :D.

IMG_1397 IMG_1401IMG_1269

Screen Shot 2014-10-01 at 9.45.56 PM

VERDE

Retoquei o verde e acabei gostando mais do que quando pintei de roxo.

verde

ROSA

Finalmente resolvi experimentar a Jeans Color! É um potão de 250 ml, ótimo pra guardar e aplicar (foto abaixo) e a tinta é cheirosinha! Descolori mais ainda o cabelo pra tirar o resto do verde e deixar o mais claro possível, já que queria um rosa pastel. Esse rosa da Jeans Color é MUITO forte, mas misturando uma pequena quantidade com bastante creme de hidratação ele desbota rapidinho e fica bem clarinho. Só lembre de deixar os fios quase brancos pra não ficar um laranja esquisito.

RosaJC

Depois que desbotou ficou assim:   Desbotado

A Babi também se aventurou com as tintas antes de aderir ao curtinho:

Essa tinta verde na verdade é o acqua da Candy Color que ela comprou no Ideal Shop. Só que ele só fica azulado se o cabelo estiver branco e como ela descoloriu pouco ficou amarelo e acabou puxando pra um verde mais forte. verdinho babi

Já essa oncinha no sidecut foi com tintura vagabunda mesmo. Ela descoloriu a careca, depois fez as manchinhas marrons e passou o preto em volta.

oncinha2

Dá pra fazer mil coisas sem ter que pintar o cabelo todo! Algumas pessoas preferem usar anilina para madeira misturada com creme de hidratação por causa da facilidade pra encontrar ou criar cores diferentes, e pelo preço. E pra uma duração menor também dá pra usar aquele giz para colorir cabelo.

Deixo aqui mais algumas ideias pra vocês se inspirarem:

ideias

2   5