Tattoos novas

Boatos de que eu perdi o controle e resolvi fazer 4 tatuagens em menos de 1 ano. Tá bom que nem é taaanto assim, mas espero não fazer mais posts sobre tatuagens esse ano hahah. O primeiro passo pra superar um vício é assumi-lo, né?

A primeira delas na verdade nem é nova, porque eu fiz em novembro, e em dezembro voltei para fazer umas modificações. Mas como eu ainda não tinha postado ela por aqui, resolvi acrescentar no post.

Eu fiquei bastante tempo tentando achar um desenho que me agradasse, e aí junto com o tatuador Gabriel Bilotta surgiu essa aí.

IMG_6541

O significado é um pouco óbvio, eu acho, mas muitas pessoas não devem saber que eu estudo Produção Editorial, que é um curso em Comunicação Social sobre produção de livros. Desde criança os livros estiveram muito presentes em minha vida, e me influenciam fortemente.

IMG_6635

A segunda é uma frase da música Northern Downpour, da minha banda preferida Panic! at the Disco.

O início da música diz:

If all our life is but a dream
Fantastic posing greed
Then we should feed our jewelry to the sea
For diamonds do appear to be
Just like broken glass to me

Como não rolava tatuar tudo isso, escolhi só “We should feed our jewelry to the sea“.

terceira tatuagem é uma homenagem ao meu hamster Ernesto. ❤
O desenho é inspirado na série de quadrinhos Os Pequenos Guardões, e adaptado pela tatuadora Carol Munhoz.

IMG_6572IMG_6593IMG_6612IMG_6617IMG_6581.jpgIMG_6610IMG_6611IMG_6619IMG_6623

A quarta e última tatuagem (que na verdade é a segunda na ordem cronológica) é uma tatuagem da amizade. ❤

Milagrosamente entramos todas em acordo, e decidimos fazer uma flecha. 🙂

_DSC2828

Instagram dos tatuadores:

Livro: Gabriel Bilotta
Frase e Flecha: Marcio Mumia
Ratinho: Carol Munhoz

Até mais! ❤

Anúncios

Posts mais acessados em 2015

Para completar os posts de aniversário, separamos os 10 posts mais vistos desse ano!

1. Parabéns Criativo

potterbirthday

Cinco maneiras criativas de desejar um feliz aniversário!

 

2. Pixie Haircut – Prós e Contras

pixie

De quando a babi meteu a tesoura no cabelo!

 

3. Minha Saga Ruiva

perfil2

As aventuras capilares de uma ruiva. 🙂

 

4. Cabelo “Castanho” Escuro

img_3932-2

Quando eu errei a tinta e fiquei com o cabelo preto! 😛

 

5. Meu Piquenique de Aniversário

pcnic

O piquenique mais lindo da vida!

 

6. TECNONUTRI: O app que ajuda a manter uma alimentação saudável

tecnonutri

Passo a passo para usar esse app!

 

7. Feira Hippie de Belo Horizonte

img_3113

Explorando as barraquinhas dessa feira maravilhosa.

 

8. Primeiras Tattoos!

tattoo

Tatuei também!

 

9. The Buzz

loja1

Uma lojinha de presentes que é um sonho!

 

10. Virada!

img_4548

Começando 2015 com as migas! ❤

 

Obrigada por acompanharem o blog!
Até a próxima 🙂

Inspiração Tattoo – Livros

Como já deve ter dado para perceber, eu e babi somos loucas por tattoos!
E uma das coisas que eu tenho vontade de tatuar é um livro, mas a maioria dos desenhos que vejo são um pouco sem graça.
(Quando eu digo livro, é livro mesmo hahaha não desenhos ou frases inspiradas em livros.)
Procurando por aí encontrei várias tattoos que me animaram, e resolvi compartilhar com vocês!

1

 

Mágico!

 

2

Essa combinação é fofa demais. ❤

3

 

4

 

Classy!

5

 

NICE.

6

7

8

 

Ótima combinação! 🙂

9

Essa é provavelmente a minha preferida. Sério, que tatuagem maravilhosa!!

10

aleksey platunov

 

Tattoo delicadinha do tatuador russo Aleksey Platunov.

axel ejsmont tattoo

 

Simples mas fofa, Axel Ejsmont Tattoo.

lindo lindo2

 

E pra quem prefere um estilo aquarelado ficam essas três!

tania catclaw

via miamitattooshop

via https://www.flickr.com/photos/miamitattoo/

tattope

via http://thingsjennawants.tumblr.com/post/56007673666/current-obsession-watercolor-tattoos

Até mais!

Primeiras tattoos!

Lembram que eu falei que ia fazer uma tatuagem?
Bem, acabei fazendo duas! E vou mostrar pra vocês como ficou e explicar os significados. 🙂

A primeira foi um peixinho inspirado no estilo tattoo de origami, em homenagem a minha família de peixinhos!

4 fotos

Meu pai adorava surfar e nadou durante muito tempo, o que incentivou eu e meu irmão a nadarmos também! Eu acabei indo pro nado sincronizado, onde aprendi muita coisa e influenciou demais na minha personalidade. Além de ter passado minha infância e pré adolescência em arquibancadas de clubes, competindo ou torcendo. E minha mamãe se descobriu aventureira e se meteu por várias águas por aí, inclusive nadando com tubarões e tartarugas!

A segunda tatuagem foi uma mensagem que meu pai escreveu pra mim quando passei pra UFRJ. Era véspera do meu aniversário e foi um presentão! Ficamos todos muito felizes.

dad

Que saudade do meu velho. ❤
(Sim, eu tenho um book de 15 anos! Hahaha)

Não vou dizer que as tatuagens não doeram, mas não foi nada terrível. A do braço quase não doeu, mas algumas linhas da do pulso foram bem desconfortáveis. Fiz as duas com o Múmia da Art Factory em Ipanema!

Bem, agora vamos às fotos!

ameiIMG_4786 IMG_4798.edit

IMG_4801

IMG_4827

IMG_4828

amei2

IMG_4855 IMG_4860

Quem tirou as fotos foi a maravilhosa fotógrafa estreante Ana. ❤
VALEU GATA.

IMG_4866

Cicatriz é História

IMG_1216

Certa vez eu estava sentada no sofá, apoiando as penas no colo do meu namorado. Ele acabou reparado numa marca de arranhão que tenho e perguntou o que era. Eu me lembrava bem. Estava na casa de uma amiga e o gato gordo dela caiu do sofá e escolheu as minhas pernas para tentar se agarrar e evitar a queda. Esse dia foi bem divertido, éramos 8 amigas e estávamos passando a noite na casa do padrasto de uma delas. Um dia simples, sem muitos acontecimentos históricos, mas que eu não me esqueço, por causa do incidente com o gato que deixou sua devida marca em minha pele.

Isso me fez pensar: Quantas vezes não nos machucamos e ficamos torcendo para que não haja nenhuma cicatriz? Já parou pra pensar, que talvez eu nunca me lembraria desse dia, se não fosse a marca de arranhão em minha perna?

Eu sempre fui uma menina agitada e por isso meus joelhos são muito marcados. Eu me lembro de cada tombo e consequentemente, de cada momento. Estes que estariam esquecidos no tempo, junto de muitos outros, se não fosse pelas marcas.

Toda essa reflexão, me fez pensar em algo com mais significativo e que sofre mais tabus pela sociedade. As tatuagens. Quando me perguntam, você ainda vai gostar da sua tatuagem quando ficar velha? Eu sinceramente não sei. Mas uma coisa é certa. Ela nunca vai me deixar esquecer o que eu senti quando a fiz. Minha pele acaba virando um livro de história. A história da minha vida. Basta olhá-lo e decifrar tudo de intrigante que já aconteceu comigo.

Tattoo – Homenagem

Oie 🙂

Nem todo mundo sabe, mas eu perdi o meu pai em dezembro do ano passado, e decidi fazer uma tatuagem para nunca esquecer do apoio que ele sempre me deu. E eu finalmente marquei a tattoo!
Tive mil ideias de desenhos, mas acabei decidindo fazer só o texto de um bilhetinho lindo que ele me deu.
A ideia era fazer o post só depois que eu tatuasse, mas eu to tão empolgada com essa pesquisa de imagens que resolvi postar logo hahahah.

Claro que qualquer tatuagem pode ser uma homenagem, desde que tenha um significado para você. Mas eu procurei juntar umas imagens que tivessem um significado mais “evidente”.

Espero que gostem das inspirações!

tattoo1  tattoo2

 

Não preciso nem falar o quão apaxionada eu estou por essa tatuagem aqui embaixo, né? ❤

by Audrey Hermanstadt

 Audrey Hermanstadt tattoo

 

Cameo tattoo - Sarah B Bolen, Berlin

 Sarah B Bolen tattoo

 

20

18

4

1

tree times

Clica aqui pra ver o significado dessa tattoo, é bem fofinho!

 

meet

 

peixe

Essa tattoo é da Verônica Antunes, em homenagem ao pai dela que era mergulhador.
O peixinho foi o primeiro presente que ele deu para ela, e o texto é de Yellow, do Coldplay.

HC

Hamish Clarke tattoo

wiwh

Tattoo da Virginie Oudin

tt

via http://www.thecluelessgirl.com

Para ler mais sobre tatuagem aqui no blog é só clicar aqui!

Tatuagem

Hoje vim contar pra vocês sobre minha experiência com essa arte tão maneira. Sempre fui viciada em tatuagem! Desde criança eu amava ver, miami ink, LA ink e sonhava em completar logo 18 anos pra poder rabiscar um pouquinho minha pele. Pra infelicidade de meus pais, rs.

Hoje estou cá pros meus 20 anos e já na minha terceira tatuagem. Fiz minha primeira aos 18 mesmo, assim que ganhei meu primeiro cachêzinho com teatro.

Fiz um desenho gráfico do Chase and Wonder chamado ”She Rides Above it”. Estava a procura de um balão, mas com um q de diferente, e assim que vi essa arte, não resisti e corri pra um estúdio pra grava-la em minha pele.

A descrição do desenho era a seguinte : “She rides above it’ is an absolutely beautiful screen-print that reminds us that it is best to ride above all of the strains of modern life. It is much more fun up in the clouds!”

Image

Achei um amor, e juntei ao meu significado pessoal para um balão. Pra mim ele representa a harmonia entre o emocional e o racional, pois ao mesmo tempo que está nas nuvens, tem sempre o homem para aterriza-lo e firmar os pés no chão.

Aos 19, comecei o traçado do meu filtro dos sonhos.

“Um apanhador de sonhos é um adorno de origem indígena de tribos norte-americanas. De acordo com uma das lendas da tribo “Ojbwe”, ou “Chippewa”, o apanhador de sonhos servia para filtrar o ar ao cair da noite pois neste momento o ar estava carregado de energias – sonhos e pesadelos, ambos trazendo mensagens –, e a ferramenta mística feita artesanalmente com objetos da natureza filtrava o ar, deixando que os sonhos bons pudessem passar e prendendo as ruins na “teia”.

Segundo outra velha lenda, em um tempo em que havia apenas escuridão no mundo, um velho xamã “Sioux”, que vivia no sudoeste norte-americano buscava pela visão no topo de uma montanha, se comunicou com o espírito mágico “Iktohmi”, que possuía a forma de uma aranha. Durante o diálogo, a aranha pegou um cipó e teceu uma teia com cabelo de cavalo e oferendas. Enquanto isso, o espírito falava do nascimento à morte e as forças que atuam sobre a humanidade, sendo boas e ruins, e que a força atuaria sobre sua vida conforme seus desejos e anseios interiores.

No xamanismo a essência desta mandala tem a função de evocar criatividade, imaginação, atração de sonhos para a realidade, e também serve para clarear a visão sobre a “teia da vida”, entre uma série de energias boas para a pessoa que tem um filtro ou apanhador. No filtro dos sonhos o círculo representa o ciclo da vida, a teia são os sonhos que tecemos e as energias existentes no mundo, também podendo conter pedras místicas e/ou penas o ar ou a respiração. Levando em conta que cada um busca um significado individual para sua tatuagem, normalmente quem escolhe tatuar um apanhador de sonhos busca proteção, cura e espantar os males que estão à volta, tendo por perto apenas boas energias e bons sonhos.”

Image

Esse foi o desenho que meu tatuador fez pra mim, melhor não dava pra ficar né? ❤

Image

Aqui ela já pintadinha e linda.

Ontem, resolvi finalizar o ano com chave de ouro e  tatuar um desenho que eu fiz pra  oficializar a paixão que tenho pelo ratinho mais simpático e mágico da história. Fiz uma tattoo em homenagem ao Mickey Mouse sim! Homenagem a infância que nunca deve morrer dentro de nós.

Image

Image

Image

Dói um bocado, a que mais doeu foi a da perna. Em ordem de dor: Filtro, balão e Mickey.

Quando eu ficar velha, eu vou ter tatuagens velhas e não, eu não to preocupada com isso.

Se vou me arrepender ou não? Vai saber, eu espero que não, rs.

Tattoo é algo que tem que ser pensado, mas se você pensar demais você não faz, hahaha. Não a deixe de fazer porque você acha que seus pais não vou gostar, ou porque você acha que vai se arrepender no futuro. Tatuagem acaba sempre sendo bastante emocional, e independente do seu jeito de pensar mudar ou não depois de um tempo, ela vai marcar uma época, mesmo se for uma época de fazer besteiras, rs. É como uma cicatriz.

Aqui vão, algumas rasões pelas quais você não deve fazer uma tatuagem, escrita pelo Saillor Jerry, tatuador old school.

Image

Morô? hahaha espero que tenham gostado.