Euro Trip – Veneza

Galetitcha! To de volta! Aproveitei que acordei cedinho pra deixar vocês atualizados. A viagem já acabou há 3 semanas e ainda falta um milhão de lugares pra contar pra vocês. Mas devagar se vai ao longe, né? 😉

Antes de ler, abra esse vídeo aqui e escute. Foi ao som dessa playlist que eu desbravei essa cidade cheia de encantos ❤

IMG_0271
Ao chegar, à noite, na estação de trem da cidade, pegamos um “bus/barco” até a San Marco, praça central da cidade, onde ficava o nosso hotel. Nós pagamos 7 euros CADA pelo transporte, que não tinha nem roleta pra passar ou alguém para fiscalizar. Depois da primeira viagem, percebemos que aquele preço era abusivo e feito para turistas pagarem, visto que ninguém entrava com o ticket no “ônibus”. Decidimos, então, que não pagaríamos as passagens. E assim foi, durante todo o tempo que passamos em Veneza. Ninguém cobrou nada e passeamos por todos os cantos da cidade.

A primeira vista a cidade já é apaixonante. Não tem como não se encantar pelos canais, pela arquitetura e pelos becos secretos e intrigantes.

IMG_0312

 

O que não apaixona é o custo da cidade. Não existe nada barato. Nosso Hotel, chamado Cavaletto, foi um dos mais baratos que achamos e mesmo assim, custou mais de 100 euros a diária. Pelo menos ele valeu o preço. Era muito lindo e nosso quarto tinha vista pro canal onde passavam as gôndolas. Mas o que era lindo mesmo era o café da manhã que estava incluso. Croissant, Nutella, frios, suco, cafés, ovos, frutas, pães… Era um verdadeiro luxo! Eu comi muito e comi feliz!

Começamos o dia com o famoso e romântico passeio de Gôndola, que custou 80 euros. Este preço é pela gôndola, então, pra quem quiser economizar, vale dividir com alguém. Cabe cerca de 6 pessoas por barco. Só não vale perder o passeio! É uma delícia! ❤

DCIM100GOPRO IMG_0267 IMG_0266 DCIM100GOPRO DCIM100GOPRO

Dá pra ver nosso hotel aqui em baixo ó! Esse com janelinhas vermelhas. a esquerda.

 

 

 

DCIM100GOPRO

Continuar lendo “Euro Trip – Veneza”

Anúncios

Euro Trip – Florença

Euro Trip – Florença

Oii gente lymda

Ao planejar a viagem, colocamos apenas 2 noites em Florença, pois a cidade é pequena e imaginamos que daria tempo de ver tudo. Até deu. Mas a cidade é tão apaixonante que nos arrependemos de não ter ficado mais.

Ainda em Roma, pegamos o trem na Estação. Com o Eurail pass, que já háviamos comprado, tivemos que pagar apenas pela reserva do lugar, que foi 10 euros. A reserva se faz numa máquina mesmo, que emite o bilhete na hora e aceita cartões e dinheiro. O problema são os malandros que tentam “ajudar” os gringos desinformados. Na hora que estávamos tentando “decifrar” a máquina, apareceu um cara que praticamente nos forçou a aceitar sua “ajuda”. Sem falar que ele foi super invasivo e grosseiro! Pegou nosso eurail, digitou o número na máquina e começou a comprar o bilhete, pra no final pedir gorjeta (“tips for coffee”). Negamos, justificando que não pedimos a ajuda dele e ele saiu muito bolado com a gente. Ficamos até com medo dele sair correndo com nosso bilhete hahaha, mas deu tudo certo. A viagem foi rápida, cerca de 2 horas e os trens na Itália eram super chiques e tinham até lanchinho. 🙂

Chegamos de manhã e a primeira impressão já é de cair o queixo! A cidade parece que parou na Renascença.

Nos hospedamos no Hotel Bronze Horse, que tinha um quarto imenso e banheiro compartilhado com uma banheira daquelas super loucas que sai água por todos os lados hahaha. Mas o melhor foi a localidade. Ficava muito perto da “Piazza Della Signoria”, praça “central”onde se encontra o Palácio Vecchio, o museu Uffizi, a fonte de Netuno, e as cópias de algumas esculturas, como a de David do Michelangelo.

IMG_0088IMG_0086IMG_0085IMG_0083IMG_0077IMG_0074DCIM100GOPRODCIM100GOPRO

O primeiro dia foi dedicado a explorar as ruas e becos da cidade e, é claro, comer. As ruazinhas antigas e pontes milenares ficam ainda mais charmosas ao entardecer. Não há como comer mal em Florença. Diferente de Roma, lá você encontra massas artesanais com ingredientes frescos de dar água na boca. Infelizmente os preços não são tão atrativos assim. A opção mais barata era pizza, que variava de 5 a 8 euros. Já as massas, de 8 a 15 euros, em média.

(Vista na ponte Veccio)

IMG_0107 Continuar lendo “Euro Trip – Florença”

Euro Trip – Roma

DCIM100GOPRO

Aproveitando o wifi pra tentar tirar os posts do atraso!

Bom, ao saírmos de Barcelona, além do aprendizado de “não se distraia nem um segundo e tome conta das suas coisas” tivemos outro perrengue: RYANAIR… aai que empresa maldita! Tivemos que pagar uma fortuna a mais para despachar nossas mochilas. Vimos no site que era 30 euros e tentamos “passar” e levá-las na cabine mesmo, mas nossas malas eram tão grandes que tivemos que pagar 50 euros a mais pra cada mala (na hora era mais caro ¬¬) … A dor de cabeça dos vôos dessa companhia acaba não valendo o preço. Enfim, pegamos o avião e chegamos em Roma.

Chegamos de noite e ficamos catando o nosso hotel. Cada pessoa nos dava uma informação diferente e acabamos indo parar no outro lado da cidade, a pé, com malas de 10 kg nas costas…  Nós falamos o nome da rua e entenderam de outra. Resumindo, desistimos de andar e pagamos uns 15 euros de taxi até o nosso hotel, Colors. Ele era muito confortável e ficava pertinho do Vaticano.

No dia seguinte, véspera de natal, resolvemos passear pela redondeza do hotel. Fomos ao Vaticano e seus arredores,

IMG_9936.IMG_9937 IMG_9939 IMG_9940IMG_9943

Comer em Roma foi algo realmente difícil. Todo canto dizia-se “cozinha italiana”, mas não eram nada demais. Eu faço uma massa mais gostosa do que aquelas que eu comi lá…Sem falar que tudo custava uma fortuna, e o azeite, o sal os guardanapos, tudo medido e regrado… Muito irritante! O único lugar que achamos que valia a pena mesmo era uma doceria escondidinha, quase secreta, que achamos no foursquare (que tem salvado a gente nessa trip). Chama-se Dolce Maniera e era muuuuuuuuito barata! Sério gente! 30 cents um croissant de chocolate!! Compramos também um Panetone IMENSO por 5 euros ❤

IMG_9934 Continuar lendo “Euro Trip – Roma”