Zugspitze – O topo da Alemanha

Esse na verdade foi o último destino da viagem mas, como estou empolgadíssima para falar sobre esse lugar, vai ter post antes dos outros!

A montanha Zugspitze fica nos alpes da Bavária, e dá pra fazer um bate e volta direto de Munique. Ficamos divididos entre visitar o castelo Neuschwanstein e o topo dessa montanha, que é a mais alta da Alemanha. No fim, optamos pelo segundo.

Fiquei apaixonada pela região Garmisch-Partenkirchen, lugar por onde acessamos o Zugspitze. Minha nova viagem dos sonhos é ficar hospedada no extremo sul da Alemanha, vendo as casinhas, os lagos, visitar o Neuschwanstein e aproveitar a comida da região, que é incrível!

Confesso que estava meio preocupada com o trajeto de Munique. Vi algumas dicas na internet mas, como o novo teleférico é muito recente, fiquei na dúvida se teria alguma diferença. Acabou que foi bem fácil: Pedimos informação na estação de trem, e lá mesmo compramos o pacote combinado do trem pra Garmisch-Partenkirchen e todo o trajeto até o topo da Montanha (ida e volta). O total foi por volta de 65 euros por pessoa.

A viagem de trem durou pouco mais de uma hora. Saltamos na estação Garmisch-Partenkirchen e seguimos as indicações até outro trem. Não tem como errar, já que é muito bem sinalizado. Trocamos o nosso voucher pelos tickets do Zugspitze (foto abaixo), e de lá fomos até o alto – passando por dentro da montanha – para pegar o teleférico até o pico.

É possível saltar antes na estação Eibsee, e pegar o teleférico que sai lá de baixo. Mas, como chegamos tarde, decidimos deixar o lago Eibsee para a volta.

1

Pegamos o ticket e fomos até trem para subir o Zugspitze

Chegamos de trem cremalheira em uma parte aberta (frio!) com uma vista linda! Acho que gostei até mais do que o topo, na verdade, já que tem contato direto com a montanha.

IMG_8396

Essa parte costuma ficar coberta de neve mas, como fomos no verão, só vimos uns montinhos aqui e ali. A vantagem de ir nessa época do ano é que as chances de conseguir enxergar a vista são maiores! Por outro lado, no inverno é possível esquiar.

IMG_8407

IMG_8384-2

Uma capelinha no meio da montanha

De lá pegamos o teleférico e chegamos no topo da Alemanha!

Lá em cima tem uns 3 andares e vários caminhos dando em diferentes lados da montanha (fechados e abertos). Confesso que fiquei meio zonza com tanto sobe e desce, vai pra lá – vai pra cá. Acho que eu estava numa ansiedade de ver tudo logo que também não ajudou. Por isso minha dica é: chegue cedo e faça as coisas com calma.

Tem vários restaurantes lá em cima, então dá pra sentar e relaxar. Aliás, na parte da “varanda” do restaurante, as pessoas dão comida para os corvos, que já fazem fila!

IMG_8434

Para quem quiser ter um pouco mais de contato com a montanha, dá pra subir numa parte aberta. Eu não subi (porque além de não estar com sapato adequado não estava afim de emoção) mas o Miguel subiu, e aproveitei para tirar algumas fotos dele.

IMG_8423

Montinho de neve e a montanha atrás

IMG_8422-2

A gente passa nervoso com o mozão aventureiro mas não perde a oportunidade de tirar fotos legais hahah 😀

IMG_8445

IMG_8444-2

Eu tirei UM ZILHÃO de fotos e mesmo assim não vou conseguir mostrar tudo. Queria ter até tirado menos fotos hahaha acho que exagerei…

Como eu disse, os mirantes da montanha têm vários andares e acessos. Inclusive, um dos lados é do Tirol:

IMG_8484-2

Bem-vindos ao Tirol

IMG_8464-2

Mais fotos:

IMG_8425-2IMG_8477-2IMG_8455-2IMG_8424-2IMG_8481-2IMG_8468-2

Adorei esses posters que estavam em um dos restaurantes:

IMG_8489-2

Descemos no último teleférico (por volta das 17h e pouco) e fomos correndo ver o Eibsee. Bateu um forte arrependimento de não ter chegado mais cedo e levado toalha para nadar. Vai ter que ficar para a próxima. 🙂

IMG_8500.jpg

IMG_8521IMG_8524IMG_8526IMG_8527

Eu já desconfiava que tinhamos perdido o último trem que levava de volta para estação de Garmisch-Partenkirchen, mas quis olhar o lago mesmo assim. Acabou que realmente perdemos o trem, mas era possível pegar o ônibus com o mesmo ticket. Gott sei Dank!

Pegamos o ônibus, chegamos felizes (mentira que eu tava bem tensa) e fomos procurar um lugar pra comer. No fim valeu a pena atrasar, já que a comida do restaurante que escolhemos foi a melhor da viagem!!

Finalmente consegui provar o famoso Käsespätzel, e o prato (alguma parte do porco com Kartoffelknödel) do Miguel também estava delicioso. ❤

comida

Conseguimos voltar pra Munique e deu tudo certo! Demos muita sorte de conseguir subir a montanha em um dia de céu limpo. Havia algumas nuvens lá em cima, mas não atrapalhou muito pois com o vento elas ficavam mudando de posição toda hora.

Li por aí que a montanha Wankberg também é uma ótima opção, e tem vista para o Zugspitze! Outra que não deixa nada a desejar (essa eu fui!!) é a Kehlstein. Inclusive, já tem até post aqui no blog. 😀

Em breve teremos mais posts de viagem! Fiquem ligados. 🙂

Anúncios

Fim de semana em Natal – RN

O tempo passa tão rápido que eu mal pisquei e já se passaram 2 meses sem postar!

Bem, vamos tirar o atraso. 🙂 Sexta passada fui pra Natal passar o fim de semana. Como eu fui ficar no Resort Wish não priorizei os passeios, mas no sábado fiz o famoso passeio de buggy pelas praias. Eu já tinha ido nas dunas de Genipabu em 2009, mas não lembrava muito, então valeu ir de novo. Além de que o passeio em si foi diferente do que eu fiz na última vez.

Aliás,  como venta nessa cidade! O tempo variou de chuva, nublado, sol, umas quatro vezes no dia. Mas já foi o suficiente pro sol queimar!

Vamos por partes. Começando pelo resort super legal:

IMG_7831-2

Vista do quarto

IMG_7828-2IMG_7777-2

Como cheguei na hora do almoço deu pra aproveitar um pouquinho. De noite jantei no hotel mesmo, e estava tudo muito gostoso.

IMG_7703

Ali atrás é o restaurante, mas no inverno ele fecha mais cedo

Na manhã de sábado fui fazer o passeio de buggy. Custa 110 reais por pessoa, saindo 8h30 da manhã e buscando no hotel. Cheguei de volta no hotel às 15h. Tinha opção de fazer passeio de barco, ir pra Praia da Pipa, mas preferi o buggy.

IMG_7719-2

Dunas de Genipabu

Não tirei muitas fotos nas dunas e no percurso porque o buggy é bem intenso e eu estava focada em não ser arremessada pra fora do carro hahah eles fazem umas manobras bem doidas e é preciso segurar firme. Ou seja, nada de fotos.

Uma parte do trajeto é bem engraçada. Temos que sair do carro para atravessar numa barquinha. Não sei se esse é o único caminho, mas deve ser mais pela diversão mesmo hahaha.

travessia

Um das paradas é o Bar da Lagoa.

IMG_7722-2

IMG_7727-2

Bar da Lagoa (tem várias mesinhas, e até rede e pedalinho)

IMG_7729

Côco amarelo!

caju

Lixeira de caju

IMG_7734-2

Nessa parada podia fazer skibunda, mas ninguém do meu carro quis, então só aproveitei pra fotografar mesmo

IMG_7741-2

IMG_7745-2

Tirei essa foto para mostrar os grãos de areia voando com o vento

Aliás, falando em vento, durante o percurso vimos algumas casas no litoral que foram encobertas pela areia.

Lá pro final do passeio tem a tirolesa que chamam de “aerobunda”. Eu adoro uma tirolesa e não resisti hahah foi bem legal!

_DSC9548

O resultado dessa foto eu postei no meu instagram 🙂

_DSC9554

iuhuu

_DSC9585

Chegooou

_DSC9586

_DSC9588-2

Voltamos num stand up paddle bem raíz

Eles tiram essas fotos lá mesmo. Influenciável que sou, comprei.

Nessa parada do aerobunda também comi um espetinho de lagostim maravilhoso e provei o suco de cajá. Que coisa maravilhosa. ❤

espetinho

A última parada é no Restaurante Alho e Oleo (se não me engano). O buffet é 50 e poucos reais, mas tem várias opções no cardápio. Eu só pedi uma porção de macaxeira porque achei tudo muito caro.

IMG_7747-2IMG_7749-2

De noite fui jantar no restaurante Camarões Potiguar. Fiquei 1 hora na fila de espera porque era sábado e férias, mas valeu a pena. Tinha muuuitas opções, e a comida estava ótima. Pedi mais suco de cajá porque fiquei viciada!

comida blog

Prato Flor de Sal

No domingo antes de ir embora o tempo abriu (depois das fotos) e deu pra me despedir de Natal com estilo!

IMG_7769

IMG_7775

Do hotel podemos ver o Morro do Careca

IMG_7675-2

Nessa foto dá para ver um pouco melhor. Tem um passeio saindo de barco do Morro do Careca para a Praia da Tartaruga, mas eu não fiz

IMG_7793

Dá para descer do hotel e caminhar na praia, mas a correnteza é forte e não recomendam mergulhar. Achei a espuminha da praia muito fofinha. Pareceu ser mais densa que a do Rio de Janeiro.

mar

IMG_7810

Foi só um fim de semana, mas voltei descansada como se tivesse sido um mês. Já estou com saudade!

O post ficou do jeito que eu gosto, com várias fotos :))

Até logo!

The Wizarding World of Harry Potter – Beco Diagonal

Tirei tantas fotos no parque do Harry Potter que achei que seria uma pena não postar aqui!

IMG_7228

A maioria de vocês já deve saber, mas dentro do Banco Gringotes tem uma montanha-russa/simulador bem radical passando pelos cofres!

O boneco da loja Gemialidades Weasley se mexe e sai um bichinho da cartola! hahah

IMG_7237

IMG_7258

Livraria Floreios e Borrões

IMG_7268IMG_7278

IMG_0465

Escolhendo um ratinho pra levar para Hogwarts!

IMG_7286

Achei a comida do Caldeirão Furado muito gostosa, e tem opções mais saudaveis. Na foto aqui embaixo parece cerveja amanteigada, mas é só suco de maçã! hahah

IMG_0471

IMG_7281

Essa foto do dragão cuspindo fogo foi tirada no susto! Nunca sabemos quando ele vai cuspir, e faz o maior barulhão.

Eu achei o Beco Diagonal incrível! Tirei menos fotos de Hogwarts/ Hogsmead porque já conhecia. Mas vou fazer um outro post com as fotos antigas mesmo assim!

Fiquei surpresa quando cheguei no outro parque (fomos de trem, mas achei que não vale a pena porque sai mais caro, e o passeio de trem é beeeem bobinho) e não vi a montanha -russa dos dragões! Parece que vão colocar uma outra atração. Espero que seja tão legal quanto a montanha-russa que tinha antes.

Até mais!

Carolina do Sul – Estados Unidos

Ta aí um lugar que nunca achei que visitaria! hahah Fui visitar minha família e aproveitei pra tirar fotos pro blog. 🙂

A cidade que passei mais tempo foi Bluffton. Segundo a história que ouvi, a maioria dos habitantes da cidade são aposentados (tem até um condomínio para maiores de 55 anos!) que cansaram do frio das cidades do norte, e foram pro lugar onde passavam as férias: Hilton Head. Uma cidade turística com praia! Mas chegando lá descobriram que era muito caro para morar, e acabaram na cidade vizinha: Bluffton! hahah

IMG_7329

The Church of the Cross

O primeiro lugar que visitei foi a igreja The Church of the Cross. Ela foi construída pelos senhores das plantações (plantavam algodão e arroz), e durante a Guerra Civil foi abandonada. As janelas quebraram, o teto começou a ter vazamentos, e as abelhas invadiram o lugar. Quando voltaram para reformar a igreja, contrataram um profissional para tirar as abelhas, e hoje em dia vendem um “mel sagrado” (Holy Honey), produzido pelas abelhas originárias das que habitavam a igreja.

IMG_7336

“Holy Honey”

A cidade (na verdade acho que a maior parte do estado da Carolina do Sul) é cortada por muitos rios e riachos!

IMG_7339IMG_7346

A casa da foto aqui embaixo se chama Seven Oaks, e foi construída por volta de 1850.

IMG_7351

A cidade toda é completamente diferente do Rio de Janeiro. Só a diferença de população já é gritante! Segundo o Wikipedia, em 2016 Bluffton tinha 18.897 habitantes, enquanto que em 2010 o Rio de Janeiro tinha 6,32 milhões de habitantes!

Bluftton não tem prédios, e o comércio e condomínios estão basicamente na rua principal, a US-278. Outra informação curiosa é que a lei obriga a deixar uma margem de árvores antes das construções, então a rua é cercada de árvores! Ah, e Bluffton não é para pedestres. Até para ir até a esquina é preciso pegar o carro.

IMG_7358

IMG_7357

Os condomínios são enormes, e alguns tem até cavalos e golfe! hahah As casas são lindas, tudo é super cuidadinho, e até o pôr-do-sol é tão perfeito que parece um cenário de filme.

IMG_7483

Juro que editei pouquíssimo essa foto!

Como eu queria dar um pulo da Urban Outfitters, aproveitamos para visitar Charleston, uma cidade na Carolina do Sul que fica a umas 3 horas de Bluffton.

No caminho passamos pela Old Sheldon Ruins. A igreja foi construída em 1753, e queimada duas vezes. Uma pelos ingleses em 1779 na Guerra Revolucionária dos Estados Unidos, e outra em 1865, na Guerra da Secessão.

IMG_7428

IMG_7434

IMG_7442

IMG_7452

Charleston foi uma ótima surpresa! Apesar de ficarem no mesmo estado, Charleston é muito diferente de Bluffton. Como tem vários colleges pela cidade, Charleston é uma cidade com muitos jovens. A arquitetura é uma graça, a King Street tem umas lojas muito legais, e dá até pra andar a pé!! hahaha

IMG_7478

Algumas lojas da King Street: Lush, Urban Outfitters, William-Sonoma, Apple

É impossível não encontrar a Urban! hahaha Quando entramos lá e olhamos para cima, percebemos que a loja foi construída em um antigo teatro! Muito legal!

IMG_7479

Aqui vão algumas fotos de Charleston:

IMG_7465

Chegando na cidade!

IMG_7467

Charleston Yacht Club

IMG_7469

IMG_7470

IMG_7472

IMG_7473

IMG_7475

Nossa visita a Charleston foi meio corrida porque tínhamos que voltar enquanto ainda estivesse sol. De noite muitos veados atravessam as ruas correndo, e o risco de acidente aumenta. Espero voltar um dia para conhecer melhor!

Até mais! 🙂

Paraty – RJ

Nessa última sexta fui para Paraty conhecer a FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), que acontece anualmente desde 2003. Foram umas 4h30 de viagem (ônibus) saindo do Rio de Janeiro, e é tranquilo chegar porque a cidade é pequena e a rodoviária fica bem perto do centro. O que atrapalha são as pedras super irregulares que acabam com o joelho (sou idosa mesmo).

Nessa festa literária ficam espalhadas pelo centro da cidade casas temáticas de editoras e artistas independentes, onde acontecem workshops, palestras, debates, e até distribuição de chopp e cerveja. Além disso também tem a mesa principal, com debates que são pagos para assistir, mas que passam num telão no meio da praça.

Como eu não conhecia a cidade ainda, acabou que turistei e não vi os debates e palestras. Até fiquei interessada em alguns, mas não tive muito tempo para ficar esperando para conseguir pegar lugar, e os mais interessantes eram em horários que eu não conseguiria assistir. Faltou planejamento? Faltou sim, mas deu pra aproveitar.

IMG_5984

IMG_5987

Restaurantes e lateral da Livraria da Travessa

IMG_5992

A FLIP tem programação infantil!

IMG_5989

IMG_5995
Os debates aconteceram dentro da Igreja
IMG_5993

Telão ao fundo

IMG_5990

Portas de Paraty ❤

IMG_6007IMG_6003

IMG_5996

O litoral:

IMG_6010IMG_6013IMG_6029

IMG_6034

Interior da Casa Folha

No sábado fui fazer um passeio de escuna pelas praias de Paraty.

IMG_6086

A primeira parada foi na Praia Vermelha.

IMG_6088IMG_6116IMG_6110IMG_6121

IMG_6171

Peixinho!

IMG_6177

IMG_6181

Praia do Amyr Klink

IMG_6197IMG_6211IMG_6224

Chegamos do passeio e fomos desesperadamente procurar um lugar pra comer. Achei Paraty meio fraco nesse sentido, acho que tem que pagar muito caro para comer bem. De resto é tudo bem ok, e mesmo assim não é barato. Mas é FLIP né, as coisas ficam mais caras mesmo.

Falando em ser mais caro, nós alugamos um Air Bnb com muita antecedência, porque tudo lota e fica caro. Mas acabou que o lugar era bem ruim, super sujo (sou alérgica pra caramba, percebo logo) e ainda teve um encontro de jovens da igreja com cantoria (alta) dentro da casa. Não vou nem falar qual foi porque não recomendo mesmo.

De noite fomos ver a roda de samba promovida pela livraria Folha Seca.

Encheu bastante e foi super animado!

IMG_6242IMG_6037

Até a próxima FLIP!

 

Fim de semana em Petrópolis

Oi gente!

Na verdade esse post não fala sobre as atrações turísticas de Petrópolis como a Quitandinha, Palácio de Cristal e Museu Imperial. Acabou que fizemos uns passeios diferentes, e não sobrou tempo pra ir nos clássicos. Mas as vistas da serra e as aventuras gastronômicas valeram!

No primeiro dia queríamos ir no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, mas o gps nos mandou para um outro lugar que não tinha nada a ver! Hahah O que acabou sendo bom porque o Parque demanda mais tempo, e não daria para aproveitar direito.

Até tinha uma vista bonita, mas como estava muito nublado não tirei muitas fotos da serra. Aproveitei pra fotografar uma vibe meio filme de suspense! 😀

IMG_5614IMG_5602IMG_5599IMG_5606IMG_5610

De noite fomos conhecer a Fábrica da Bohemia, que era bem em frente ao nosso Hostel! (Pro post não ficar enorme não vou postar as fotos do Hostel, mas vale a pena pesquisar o Um Hostel ou olhar no meu Instagram!)

Adorei aprender mais sobre cervejas, e se você for sem comer dá até pra sair bêbado do museu hahaha Foi tão divertido que até esqueci de tirar fotos, só tirei essas duas no terraço:

IMG_5664IMG_5672

E essa do nosso Schwein Burger e deliciosos bolinhos de cevada:
(Vocês não acham que tinham que botar o Darth Vader nessa Bohemia Imperial??)

IMG_5678

No dia seguinte fizemos a trilha do Morro do Bonet. São de 40 minutos a 1 hora de subida íngreme. Eu que sou sendentária fiquei morta, mas pra quem tem um mínimo de preparo físico é mais tranquilo! E a vista vale muito a pena!

IMG_5709IMG_5726IMG_5743IMG_5786

Lá perto fica o restaurante Trutas do Rocio. A comida é maravilhosa, e as trutas são criadas lá mesmo. O preço é um pouco salgado (por volta de R$: 60,00 o prato individual), e precisa fazer reserva, mas vale muito a pena!

IMG_5797IMG_5807

IMG_5813

Trutas com amêndoas

IMG_5818

Amiguinho ❤

Pra nos despedirmos da Serra fomos na Praça de São Vicente. Dá pra pular de Asa Delta, mas ficamos só no chão mesmo.

IMG_5835IMG_5839IMG_5853

Espero que gostem das fotos! ❤

 

16 Coisas Boas de 2016

O ano virou e, apesar de 2016 não ter sido um ano bom para o mundo, na vida pessoal já não posso reclamar muito. Gosto de reconhecer as coisas boas que aconteceram, então aqui vai. ❤

1. Conheci Brasília

bike

Conhecer Brasília me ajudou muito a entender o meu país, adorei a experiência.

2. Trabalhei nas Olimpíadas (e tirei foto com a minha atleta preferida da vida!!)

Apesar de a minha experiência trabalhando como voluntária nas Olimpíadas não ter sido lá tão maravilhosa, pude tirar foto com a atleta espanhola Gemma Mengual (minha musa) e assistir a competição da beira da piscina do lado dos árbitros (até apareci na tv hahah)!! Valeu todo o esforço!

3. Cortei o cabelo e me senti poderosíssima!!!

Clarice-4

Nem sabia que dava pra se sentir mais “você” com um corte de cabelo!

4. Aprendi a desenhar melhor

img_6957

Fiz poucas aulas mas já deu pra melhorar meu traço!

5. Acampei pela primeira vez

img_5871

Nada como uma boa cama, mas acampar até que é bem maneiro!

6. Conhecei Porto Alegre e Gramado

IMG_2676-2

Provei chimarrão, descobri que feira lá é brinque, me apaixonei por gramado e tomei uns drinks na cidade baixa. Já to com saudade!

7. Vovó fez 80 anos!

IMG_2937

Enchi a cara de comida. 😀

8. Ganhei uma bolsa de pesquisa

…  e descobri que gosto de pesquisar! Foi uma ótima surpresa!

9. Fiz novas tattoos!

tatto3

Essa lindinha foi feita pela carolmun! Apaixonei demais. ❤

10. Viajei pra Portugal e Espanha

Portugal é lindo, mas eu me apaixonei mesmo foi pela Espanha! Aguenta que eu já volto, maravilhosa!!!

11. Realizei meu sonho de trabalhar como livreira na minha livraria preferida ❤

Trabalhar em livraria é muito perigoso para amantes de livros, tenho aproximadamente uns 2000 livros novos na minha lista de desejos!!

12. Escrevi um ensaio maneiro

Sério, tá mo legal.
Dá uma olhada aqui ó: https://coamotta.wordpress.com/2016/07/17/um-mergulho-no-luto/

13. Meu irmão ficou noivo

img_4804

VEM ESPUMANTE VEM BOLO

14. Pintei a parede do meu quarto

IMG_1412

Isso parece meio bobo, mas foi muito bom perceber que consigo me virar bem com essas coisas. 🙂

15. Passei com 10 em Sistemas

Passar em uma matéria que você odeia já é bom, passar com 10 é maravilhoso!

16. Li o meu livro preferido

img_5913

Ganhei de presente Norwegian Wood (Haruki Murakami) de um amigo, e esse virou o meu livro predileto de todos os tempos. ❤

Tchau 2016!

screen-shot-2017-01-01-at-8-46-09-pm